Feed de Notícias

Publicado em 07.12.2021/12:18

Prêmio Abrafati de 2021 reconhece mais três trabalhos de alto nível

Na cerimônia virtual de entrega, vencedores destacaram que inovação é palavra-chave para o setor.

 

Ontem (06/12), foi entregue o Prêmio Abrafati de Ciência em Tintas. A 22ª edição dessa premiação, promovida desde 1987, reconheceu seis pesquisadores, autores de três trabalhos inovadores, relevantes e tecnicamente consistentes.

A cerimônia virtual de entrega contou com a participação da maior parte do Conselho Diretivo da Abrafati, reafirmando o valor da pesquisa, do desenvolvimento tecnológico e da inovação para o setor, assim como a prioridade dada a esses temas pela Associação. O Conselho Técnico-Científico da Abrafati, responsável pela avaliação, também esteve representado no evento, no qual destacou a elevada qualidade técnica dos 10 estudos que concorreram neste ano e a dificuldade de selecionar apenas três para serem premiados.

Alexandre Gonçalves Cordeiro Neto, do Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica, conquistou o primeiro lugar com o trabalho “Óleo de tungue microencapsulado como inibidor de corrosão natural versus fosfato de zinco. Avaliação comparativa: performance e proteção anticorrosiva em tinta alquídica industrial monocomponente”. A alta qualidade do trabalho foi ressaltada, juntamente com o fato de ter sido elaborado por um jovem pesquisador, o que fortalece a percepção de que os temas relacionados às tintas têm encantado cada vez mais as novas gerações.

O 2º lugar coube aos pesquisadores Ariel Brandt Lopez e Eduarda Diefenbach e seus orientadores Ernani Otávio Papudo e Rogério B. Auad, todos da RMA Tech, startup que se dedica à criação de soluções inovadoras para a indústria de tintas. O trabalho reconhecido intitula-se “Ajuste do poder de cobertura seca em tintas imobiliárias através da técnica de transmitância em equipamento específico”.

Já a 3ª colocação foi obtida por Manuel Julimar Lopes, da Lopes Química, que se consagra como o recordista em número de Prêmios Abrafati: recebeu-o sete vezes. O trabalho que apresentou nesta edição foi “Videocirurgia rastreada por rádio frequência (RFID): solução dos problemas de fixação e revestimento de chip eletrônico em pinças laparoscópicas com uso de tinta epóxi biocompatível”.

Com esses três prêmios entregues, foi alcançada a marca de 54 trabalhos reconhecidos ao longo dos anos, formando um valioso acervo de conhecimentos. Nesta edição, foi superada a marca de 100 diferentes profissionais contemplados com esse valorizado troféu – alguns deles em mais de uma ocasião –, o que reforça a importante contribuição dessa iniciativa para o impulso à inovação.

 

Para assistir ao vídeo da cerimônia de entrega, acesse https://youtu.be/9yB7LvA8G2U