Feed de Notícias

Publicado em 20.07.2021/19:00

Implantação de PEVs do Prolata avança em ritmo forte

Parceria com lojas da Baixada Santista e do Paraná leva o número total a quadruplicar, na comparação com o final de 2020.

 

Os pontos de entrega voluntária (PEVs) são uma das vertentes da estratégia do programa Prolata para estimular o retorno das embalagens de aço pós-consumo e o seu posterior encaminhamento para a reciclagem. Em 2021, eles ganharam ainda mais força e capilaridade, proporcionando maior facilidade para os consumidores que querem dar uma destinação correta para suas latas de tintas vazias – o que é especialmente importante em um momento em que as vendas estão aquecidas.

Depois de fechar o ano passado com 28 unidades espalhadas pelos estados de São Paulo e Mato Grosso, houve uma forte aceleração na implantação dessas estruturas, especialmente em lojas de tintas, que as perceberam tanto como um diferencial na sua imagem quanto como uma comprovação de seu compromisso com o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

O número total foi multiplicado por quatro, atingindo a marca de 120 no início de julho, com a inauguração de novos PEVs nos estados de São Paulo (dos quais um grande número na região da Baixada Santista, no litoral sul), Paraná (28, concentrados na Região Metropolitana de Curitiba) e Santa Catarina (3 em Florianópolis), além de um na sede do Ministério do Meio Ambiente, em Brasília.

Esse processo de expansão está tendo prosseguimento, com o crescente interesse de revendedores de tintas. Juntamente com as demais ações do Prolata, os PEVs contribuem para que seja reciclado um volume cada vez maior de embalagens metálicas pós-consumo. Além disso, eles são a principal interface do Programa com o consumidor final, estimulando o retorno das embalagens e promovendo uma nova cultura comportamental em benefício da reciclagem.