Pular para o conteúdo

Prêmio Abrafati de Ciência em Tintas: lançada a edição 2021

Dia do Químico foi escolhido para o anúncio, homenageando essa categoria profissional essencial para o setor.

 

Profissionais atuantes na cadeia produtiva de tintas, consultores técnicos, pesquisadores acadêmicos e estudantes de graduação e pós-graduação já podem preparar seus trabalhos para concorrer ao Prêmio Abrafati de Ciência em Tintas. A 22ª edição dessa que é a principal premiação para pesquisas científicas relacionadas às tintas foi oficialmente lançada hoje, celebrando o Dia do Químico.

Os interessados contam com cerca de quatro meses e meio para elaborar e lapidar seus estudos, pois a entrega pode ser feita até 28 de outubro. Na sequência, a Comissão Julgadora – composta por especialistas da indústria – avaliará os trabalhos e definirá os três primeiros colocados. Além do diferencial em seus currículos, representado por esse reconhecimento, os vencedores receberão os valores de R$ 21.000,00 (1º lugar), R$ 14.000,00 (2º lugar) e R$ 7.000,00 (3º lugar). O prêmio será entregue no início de dezembro.

Para participar, é necessário apresentar um estudo inédito e original, que tenha como foco um ou mais dos seguintes temas: matérias-primas; desenvolvimento de produtos, processos ou equipamentos inovadores na fabricação e/ou aplicação de tintas; técnicas analíticas; qualidade; proteção do meio ambiente; e utilização de subprodutos e resíduos.

Desde 1987, quando foi criado, 99 diferentes profissionais – alguns deles, mais de uma vez – foram agraciados com o Prêmio Abrafati. Isso significa que nesta edição será superada a marca de 100 membros do seleto grupo de vencedores da premiação.

Prolata já conta com mais de 50 pontos de entrega voluntária de latas de tinta pós-consumo

Nas últimas semanas, foram instalados diversos novos locais para a destinação correta de embalagens metálicas pós-consumo.

 

No 2º trimestre de 2021, houve um expressivo aumento de 80% no número total de Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) do Prolata instalados no país, na comparação com o trimestre anterior: de 30, passaram a 54. Com isso, amplia-se a facilidade para os consumidores levarem suas latas de aço vazias, de tintas, vernizes e outros produtos, para que tenham uma destinação correta, chegando à reciclagem.

A região da Baixada Santista, no litoral paulista, foi a contemplada por esse processo de expansão, tendo agora quase 40 Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), divididos entre as oito cidades que a compõem: Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente. Acordos com três redes de lojas de tintas possibilitaram a instalação, nas últimas semanas, de 23 novos PEVs ali e mais um no município de São Sebastião.

Essa implantação massiva na região litorânea atende, antes do prazo estabelecido, a compromissos assumidos dentro do plano de ação definido no Termo de Cooperação Ambiental assinado com o Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente (GAEMA), do Ministério Público de São Paulo. O documento, firmado em 2018, tem como signatários o Prolata, a Abeaço, a Abrafati e a Artesp. A ação faz parte, também, da estratégia de expansão do Prolata no estado de São Paulo, fortalecendo o compromisso firmado com a Cetesb no final de 2020.